Feliz dia, supermamãe! Refletindo sobre a maternidade

Feliz dia das mães à melhor mãe do mundo: você!

Sim, porque para os nossos filhos, cada uma de nós somos a melhor do mundo, do mundo deles.

Hoje é o nosso dia! Vamos comemorar com os filhotes!

Realmente, o meu foi na semana passada. Aqui na Espanha se festeja no primeiro domingo de maio.

Acho que dia das mães deveria ser todo dia, não é? Mas, como no calendário só marca um mesmo, vamos fazer dele um dia muito especial. E mais se é o seu primeiro dia das mães.

 

Me lembro bem da primeira vez que celebrei esse dia como meu.

Foi no ano 2013, estava grávida de Sara e há 1 mês de repouso por sangramento. Recebi essas flores colhidas por minha mãe:

 

Lembro exatamente que fazia um dia lindo fora, ensolarado e temperatura perfeita e eu estava algo triste por não poder aproveitar a minha tão desejada gravidez, e mostrar a minha barriguinha por aí.

Mas essas flores me fizeram sorrir e imaginar como seria o seguinte dia das mães já com a minha filhinha ao meu lado. Isso mudou o meu dia!!

 

 

 

No ano seguinte, a primeira imagem que vi ao abrir os olhos foi esta (dessa vez, obra do meu marido):

 

E, imediatamente olhei para o meu lado e ali estava a minha filhinha dormindo coladinha em mim. Recordei aquele ano anterior e pensei: valeu a pena!

 

 

 

 

 

Em fim… cada ano é um dia especial.

 

Dizem que é um dia comercial como qualquer outro, mas não tem porque se celebrar comprando presente.

A melhor forma de festejar é passando um dia agradável e diferente em família.

 

Nós, cada ano, tanto em dia das mães como em dia dos pais, saímos todos juntos para passear, ir de SPA, praia, rio, cinema… fazemos desse dia um dia peculiar.

 

Este ano fomos a um balneário:

 

 

 

 

 

 

 

Festejar dias importantes para a família faz bem também para os filhos. As crianças adoram fazer coisas diferentes, que saiam um pouquinho da rotina, de vez em quando.

Eu tenho boas recordações desses dias especiais, de quando era pequena.

Sempre festejávamos com passeios diferentes, coisas simples, mas que ficaram gravadas na minha memoria até hoje.

 

Que rápido passa o tempo! Agora nos vemos do outro lado.

 

Somos mães

Palavra curta mas de peso, heim?! Palavra que significa, principalmente, responsabilidade.

 

Estive 3 anos de minha vida buscando uma gestação. Dá para fazer uma ideia do quanto eu queria ser mãe.

Mas vou confessar uma coisa para vocês: o dia que o teste deu positivo senti um frio estranho na barriga, uma sensação como de me sentir minúscula em vista do que estava por vir.

E essa sensação era, precisamente, por ser consciente do compromisso que significavam aquelas duas marcas no teste de gravidez.

 

E o significado era R-E-S-P-O-N-S-A-B-I-L-I-D-A-D-E!!!!!!!

 

Imenso significado! Algo que chega a dar medo.

 

Deixava de ser filha, para ser mãe. Claro que sempre seguiremos sendo filhas mas mudamos o papel.

Agora fecha o telão e volta a abrir para dar passo a um novo capítulo nas nossas vidas. Nosso papel principal agora é outro.

Muda a perspectiva, muda tudo. TUDO!

 

Quem diz que a vida não muda não está sendo sincera consigo mesma. Muda, claro que muda. Há quem se implica mais e quem menos, mas a fim e a cabo temos um ser humano que depende de nós, que nos necessita. E, sabem o mais difícil de tudo isso? É que não será uma mudança gradual, algo que comece pouco a pouco e que a gente possa ir se acostumando a nosso ritmo. Não. Será justo ao contrario. De repente. Quando você se torna mãe, sem nem sequer tempo para se preparar, essa criaturinha te absorve por completo. A sua dependência de nós é total e só com os anos vai diminuindo. Então, nem dá para assimilar.  Temos que assumir essa responsabilidade de improviso.

 

Por isso, trazer uma pessoa ao mundo deveria de ser muito meditado. Não ter dúvidas de que estamos dispostas a assumir essa imensa responsabilidade que, claro, nos compensará amplamente!

Como dizia a minha avó e madrinha Carmem (mulher maravilhosa, mãe de 10 filhos):

"Tweet:Gravidez 9 meses. Maternidade, una eternidade!

E aquele medo de cometer erros??

Você vai viver com medo de errar. E que te fique bem claro o seguinte: você vai errar. Uma e mil vezes. É normal, ERRAR É HUMANO.

 

Antes de ser mãe, a gente lê, se informa, tem mais ou menos claro de que forma vai criar os filhos… sabe como quer criar, mas acima de tudo, como não quer criar. E mesmo assim a gente erra. E nos sentimos mal, nos sentimos mães ruins. Não devemos nos flagelar pelos erros cometidos, mas devemos aprender desses erros. Tentar não repetir e ser capaz de reconhecer a moral da historia, o aprendizado conseguido.

Na minha humilde opinião, acho que para não errar com os filhos, há 2 regras básicas:

 

1ª:  não tratar os filhos como não gostaríamos de ser tratados.

 

2ª:  ser conscientes da idade que têm e do que lhes estamos exigindo.

 

Com certeza, cumprindo essas duas premissas, nunca nos equivocaríamos.

 

E isso se resume como RESPEITOEMPATÍA! Fundamental.

 

Reconheço que é complicado. Mas temos que tentar. É necessário para uma relação pais e filhos saudável.

A maternidade é algo que ninguém te ensina, se aprende com a própria experiência. Mas, tranquilas, todas levamos una mãe dentro. O instinto aflora e sabe o que fazer.

Assim que vamos fechar ouvidos para os de fora e escutar dentro de nós. Com certeza, aí está a resposta para cada situação.

 

 

Mas agora, depois dessa reflexão, me diga:

Já tem planos para se divertir hoje em família? Se não tem, não se preocupe porque coisas improvisadas às vezes são até melhores que as planejadas.

 

Agora, deixa tudo o que estiver fazendo e vai fazer algo especial com os filhos. Com certeza, eles vão adorar e por mais simples que seja o que fizerem, vão recordar para sempre.

Vamos aproveitar agora que são crianças porque logo crescem e saem para o mundo e depois estarão ocupados com os seus filhos. É uma lei da vida.

Agora é que é hora de ser mãe, porque depois é a vez de ser avó.

 

Feliz dia das mães!

E não se esqueça de parabenizar a sua.

dr-sugiyama-font
Queremos saber como foi o seu dia das mães. Conta aqui para a gente poder ter mais opções para o próximo ano.

 

 

 

Compartilhe...Share on Facebook
Facebook
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: