A lista dos 16 objetos que não podem faltar na mala da maternidade

Quanto mais vai se aproximando a data provável do parto, mais vamos nos preocupando com deixar tudo preparado para o grande dia.

 

Vamos conferindo se já estão todos os móveis para as coisinhas do bebê, o enxoval completo, a decoração do quarto…

 

Começa a aparecer a síndrome do ninho: quando de repente nos obcecamos com limpar e arrumar a casa de uma forma quase que compulsiva.

 

Dizem que é um comportamento instintivo que aparece na maioria dos animais quando se aproxima o dia do parto.

 

As aves constroem o ninho, os roedores ampliam a toca e outros já começam a explorar o ambiente em busca de um lugar tranquilo e escondido para dar à luz.

 

E nós, os seres humanos (a grande maioria), que somos assim de retorcidos, preparamos a mala para ir ao hospital. O lugar menos íntimo e tranquilo que existe.

 

Enfim…

 

E aí é quando nos lembramos que temos que fazer a mala da maternidade. Deixar ela preparadinha para não ser pega de surpresa quando tiver que ir ao grande encontro.

 

 

Quando preparar a mala da maternidade?

Não estamos livres de acabar caindo por ali em qualquer momento, mas o momento mais provável para começar o trabalho de parto: a partir das 37 semanas de gestação.

 

Então, o melhor para não pecar de muito afoita ou pouco previsora seria começar a preparar a maleta a partir da semana 35-36 de gravidez.

 

Muito antes, você pode acabar até esquecendo o que colocou dentro ou necessitando algum objeto. Muito depois, corre o risco de ter que se preocupar com isso em plenas contrações, quando deveria mesmo é desconectar de tudo para se conectar com o seu corpo.

 

 

Como deve ser a mala?

Antes de comprar a mala tenha em conta a praticidade.

Por mais bonitinha que seja uma mala que você viu numa vitrine, se não for o suficientemente grande, espaçosa e funcional, não será uma boa opção.

 

Verifique também, que tenha vários compartimentos, que tenha uma base algo mais rígida e que não seja muito molenga, que possa ficar de pé numa superfície.

 

Já seria ótimo se tivesse 2 alças: uma de mão e outra mais longa que cruza pelo tronco.

Quem sabe você até já tenha uma assim em casa?

 

 

O que vão me proporcionar na maternidade e o que não terei que levar?

Isso é algo que você terá que averiguar perguntando ali.

Vai depender da maternidade e é importante saber para não acabar levando coisa demais e sem necessidade.

Assim que, antes de começar a fazer a mala, tire essa dúvida com os profissionais dali.

Não se fie do que te contam outras mães porque podem se esquecer de algum elemento e você acabar indo com coisa demais ou de menos.

 

E é preciso saber que devemos ir desprovidas de joias, presilhas e grampos de cabelo, lentes de contato e próteses dentais, assim como unhas sem pintar, pelo menos durante o trabalho de parto, já que são objetos proibidos num bloco cirúrgico e, como comentamos antes, nunca sabemos se vamos acabar ali.

 

 

O que levar na mala da maternidade?

  1. Documentação e provas médicas

Não esqueça da carteira de identidade, carteira da segurança social ou do seguro privado (dependendo de onde vai parir) e todas as provas médicas, se é que foram realizadas fora da entidade onde pretende dar à luz.

É o primeiro que menciono mas deve ser o último a colocar na bolsa, já que a documentação é algo que costumamos usar diariamente.

 

  1. Plano de parto

Superimportante! Desde a semana 28 de gestação, você já deveria ir pensando em fazer o seu plano de parto.

Pergunte à sua enfermeira obstetra / obstetriz / médico obstetra sobre esse documento oficial que serve para informar das suas preferencias durante o trabalho de parto.

 

  1. Muda completa de roupa para você

Para quando for dada de alta. Que seja cômoda e que não aperte na cintura, já que nunca se sabe se vai acabar numa cesárea e, nesse caso, toda essa área estará dolorida.

 

  1. Muda completa de roupa para o bebê

Também para a alta.

Não estaria demais levar uma mantinha, ainda mais se fizer algo de frio no dia da alta para sair com o bebê protegido. Se estiver um calorão, não faz falta. Não vamos pecar de abrigar demais o bebê.

Fraldas, normalmente são fornecidas pela maternidade, mas para a alta, durante o caminho de volta para casa, o bebê pode necessitar trocar a fralda. Por isso é bom também levar umas 2 fraldinhas e lencinhos para o caminho, ainda mais se a casa é longe.

 

Habitualmente, as maternidades facilitam roupa própria dali tanto para a mãe como para o bebê, assim como toalhas (Pergunte na maternidade).

Algumas dão a opção de usar a sua própria roupa, assim como a do bebê. Mas eu não recomendo. Essa roupa ocupa espaço e depois tem que ser posta a lavar. É mais trabalho que você leva a casa.

A roupa da maternidade costuma ser cômoda e apropriada para a ocasião. Pergunte se proporcionam uma bata para você, também. Senão, sempre é bom ter uma para passear pelos corredores e receber as visitas (espero que sejam contadas).

 

  1. Calcinhas descartáveis (Pergunte na maternidade)

Poucas maternidades dão.

Recomendo que sejam descartáveis para não ter que estar guardando calcinha suja e manchada de sangue e ainda ter que chegar em casa e lavar.

É mais prático usar e jogar fora.

Leve pelo menos umas 5. Nunca se sabe quanto tempo vai estar internada.

 

  1. Sutiãs de amamentação

 

  1. Absorventes para seios

Tem mulher que não precisa ou que só precisa depois da subida do leite (aos 3-5 dias)

 

  1. Absorvente para sangramento pós-parto (Pergunte na maternidade)

Costuma ser fornecido pela clínica / hospital onde vai dar à luz.

 

  1. Produtos de higiene pessoal (Pergunte na maternidade)

Normalmente a maternidade proporciona sabonete e xampu. Mas, como o próprio nome indica, é algo muito pessoal e sempre gostamos mais dos nossos produtos de sempre. Lembre também dos seus cremes, escova de dentes e pasta.

 

  1. Elástico para o cabelo

Com certeza vai te fazer muita falta. Na hora do sufoco, o cabelo incomoda e dá calor.

É importante que não tenha nada metálico porque, em caso de ter que entrar no bloco cirúrgico, vai ter que tirar.

 

  1. Hidratante para os lábios

Fazer a respirações direitinho e depois fazer força deixa os lábios bem secos e desidratados.

Para estar bem confortável não esqueça o bálsamo, barra de cacau ou vaselina mesmo.

 

  1. Leque

Por mais que tenha ventilador ou ar condicionado, na hora de fazer força entram uns calores que só se aliviam com uma abanadinha da pessoa que nos acompanha.

 

  1. Sandálias / chinelos de goma

Melhor que se possam molhar, por dois motivos: primeiro, porque podem acabar manchando de liquido amniótico ou sangue e depois, porque você pode necessitar uma longa ducha para relaxar durante as contrações e sempre é melhor não pisar diretamente o chão de hospitais / clínicas.

 

  1. Música

Leve a sua música favorita para te ajudar a relaxar. Faça uma lista das canções que você mais gosta ou que mais te acalmam e não duvide em colocar bem baixinha, durante todo o processo.

 

  1. Aromas da sua preferência

Relaxar é fundamental durante o trabalho de parto.

Se você adora algum cheirinho em particular, leva esse dia também. Vai te ajudar a desconectar do mundo e conectar com você e proporcionar sensações agradáveis, que é justo o que você precisa.

Pode ser em forma de queimadores, velas aromáticas ou azeites essenciais.

 

  1. Câmera de fotos

Não deixe de registrar esse dia especial. Seja com o celular ou com a câmera, mas lembre de levar carregador ou pilhas de reserva para não ficar na mão.

Quando for tirar fotos do recém-nascido, fora flash!

 

 

Com esses 16 objetos você vai mais que preparada!

Sempre pode levar mais coisas como revistas, passatempos, massageador…

Mas não é questão de encher a maleta, senão, de levar só mesmo o que pode fazer muita falta.

dr-sugiyama-font

 

Está sentindo falta de alguma coisa nesta lista? Completa aí para a gente.

 

 

 

Compartilhe...Share on Facebook
Facebook
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: