Como organizar as mamadas no aleitamento materno em tandem

Às vezes, as coisas ocorrem sem que a gente tenha planejado dessa maneira.

Quando se trata de aleitamento materno, muitas vezes é o que acontece. Habitualmente, a ideia da mãe é dar de mamar até um certo tempo, mas aí o bebê vai crescendo, crescendo e continua mamando. Ao ver que ele é feliz, a mãe é feliz, e como ela está bem e cômoda com a situação, o aleitamento materno continua.

 

O motivo do desmame na maioria das vezes é por fatores externos.

Um deles é a volta ao trabalho. Muitas vezes achamos que não vai ser possível compatibilizar mas realmente é raro que não seja viável. Basta se informar muito bem e se organizar um pouco.

Outro motivo de desmame, o mais habitual, é por influencia e conselhos alheios. Ou seja, família, amigos e conhecidos (e desconhecidos também) que opinam e sugerem que você já não tem leite, que seu leite já não alimenta, que seu filho é grande para mamar, que enquanto amamentar não vai engravidar, que grávida tem que desmamar… E um loooongo etc.

 

A mãe que vence a essas influências externas e dá mais importância à seus instintos, às suas vontades, muitas vezes, continua amamentando.

 

Aí, quando ela engravida de novo é que se faz a seguinte pergunta: “Como organizar as mamadas quando o bebê nascer?”

E a partir daí, surgem também muitas outras perguntas como são:

  • “Eu vou ter leite para os dois?”
  • “O recém-nascido pode ficar sem leite?”
  • “Terei colostro?”
  • “Como será a descida do leite?”
  • “Até quando dar de mamar aos dois?”

E é por isso que gravei este vídeo. Aí, dou resposta a todas essas perguntas e alguma que outra dica mais.

Dá o play!

Como enfermeira obstetra e mãe lactante há mais de 4 anos, sendo os 2 últimos em tandem, posso te garantir que tenho ampla experiência no assunto.

Até semana que vem!

dr-sugiyama-font

Compartilhe...Share on Facebook
Facebook
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: